Pomares cultivados nas matas do Rio de Janeiro

Início . A Consultora . Agendamento . Blog Contato 
Confira todas as Consultas Individuais e Serviços Especiais. Siga para > www.adrianamaranhao.com <

Em meu caminho para o clube quando vou nadar, passo pela Lagoa, tanto à beira dela, quanto do outro lado, junto aos prédios bem ajardinados e vou curtindo a variedade de plantas tropicais e principalmente as árvores frutíferas que encontro do Humaitá até lá. Vejo mangueiras, abacateiros, goiabeiras, bananeiras, alguns pés de cana-de-açúcar, pitangueiras, jabuticabeiras, estão todas por ali, seja na beira da água ou por perto dos prédios.

magueiraCrescem facilmente no Rio de Janeiro. Legal será vê-las cultivadas aos montes, tanto nas ruas, quanto nas ruas junto aos morros e principalmente na montanha mesmo, junto as favelas, nas favelas, junto as casas. Sim, essas árvores existem aos montões por aí pelos morros, nascem espontaneamente. Muito mais legal vai ser ver quando fizerem lindos e enormes pomares com uma enorme variedade de árvores, pois a maioria delas cresce, principalmente as que gostam de calorão, como as jaqueiras e outras. Há muita mata, há muita gente e há fome.

Combinação perfeita para se iniciar um pomar comunitário e enxarcar as comunidades com as frutas que todo mundo vê nas feiras, mas que nem sempre compra. Que lindo o Rio de Janeiro com essas matas maravilhosas ficará repleto de pomares, jardins de ervas, hortas, feiras e comida vegetariana aos montes na mesa de muitos a fartura.

Consultas Individuais Personalizadas: Orientação Alimentar > A Culinária para equilibrar os elementos éther, ar, fogo, água, terra na sua constituição pessoal! 

Saiba Mais! 

Siga lendo! Clique nas categorias abaixo e explore as ideias, reflexões e previsões! 3 posts são carregados de cada vez!

Agenda Alimentação APRESENTAÇÃO & RECEPÇÃO Aquário Ar Astrologia Auto-Conhecimento Ayurveda Capricórnio Casa 1 Casa 2 Casa 3 Casa 4 Casa 5 Casa 6 Casa 7 Casa 8 Casa 9 Casa 10 Casa 11 Casa 12 Cidades Constituição Ayurvédica constituição pessoal ayurvédica Consultas Individuais Cruz Cardinal Cruz Mutável Curitiba Cursos Câncer Depoimentos Escorpião España Fogo Gestão de Pessoas Gêmeos História Idiomas Júpiter Kapha Leão Libra Lua Mapa de Nascimento Marte Meditação Memória Mercúrio Musicoterapia Netuno Nodo Norte Nodo Sul Nomeação Numerologia Número 1 Número 2 Número 3 Número 4 Número 5 Número 6 Número 7 Número 8 Número 9 Número 10 Número 11 Número 22 Número 33 Oráculos Papa Peixes Pitta Plutão Previsões Qualidade de Vida Quíron Rio de Janeiro Roda da Fortuna Sagitário Saturno Serviços Signos Simbologia Sol Stellium tarot Terapias Sutis Terra Touro Uncategorized Urano Vata Virgem Vivências & Experiências Astrológicas! Vocação & Profissão Vênus yod Yoga Água Áries-2  Éther

ADRIANA MARANHÃO | Consultora em Gestão de Pessoas através de Simbologias & Terapias

Analista de Nomes, Astróloga, Numeróloga & Adriana Maranhao . ConsultoraEspecialista em Ayurveda, Yoga e Meditação | a.consultora@adrianamaranhao.com | Rio de Janeiro .  Telefone: (21) 982246260 | | www.adrianamaranhao.com

Autor: ADRIANA MARANHÃO . ASTRÓLOGA

Astróloga, Numeróloga e Analista de Nomes. Especializada em Nomeação, Orientação Vocacional, Planejamento Profissional e Qualidade de Vida. Certificada em Ayurveda e Yoga com larga experiência anterior no ensino de Meditação. a.consultora@adrianamaranhao.com | Rio de Janeiro: (21) 982246260 | Atendimentos Presenciais e Atendimentos Online Via Skype (adrias333) | Blog: www.adrias.info | Consultoria: www.adrianamaranhao.com

2 comentários em “Pomares cultivados nas matas do Rio de Janeiro”

  1. ASSOCIAÇÃO DA ETNIA LUNDA E AMIGOS
    Sede Provisória em Viana Bairro
    Kazombo II – casa nº 185
    aelaimperiolunda@homail.com.
    L U A N D A
    923 267213 – 933 419 031 – 933 175 166 – 933 419 030 – 923 563 870 – 918 887 540
    _____________________________________________________________________________________

    A INTENÇÃO DA ASSOCIAÇÃO

    AGRICULTURA,

    A Associação da Etnia Lunda e Amigos, pretende explorar a terra na condição de produzir muita comida na Região e não só, quer também servir de parceiro concessionário do Programa estabelecido pelo Governo.
    O Projecto pretendido pela Associação, estimula a permanência do Povo na Região sem queixas de felta de alimento e os nossos pequenos nas escolas em regime de internato não lhes faltará alimento.
    Obtenção de financiamento de investimento em condições adequadas a realidade da Agricultura, de formas ágil e alargada.
    A agricultura permite a existência de aglomeradas pessoas de diversas idades, isto acontece porque existe comida para o seu sustento familiar e não os deixa de morrer a fome. A importância do cultivo da terra ou da agricultura é elogiada em todo o Universo, pois sem agricultura não há comida e sem comida não há sobrevivência, como V. Excelências podem compreender, a consideração a este Sector que é o passo decisivo para o desenvolvimento das Regiões.
    A agricultura, num país com a dimensão e características de Angola, é fundamental a sua expansão, porque o pais acaba de sair na época de fogo e ferro e precisa os seus habitantes engajarem-se nesta tarefa para produzir mais alimentos e cobrir os anos que o pais ficou sem produção condigna, pelo que em cada Região onde esta actividade for acentuada, poderá gerar em receitas e por ser o sustento de milhares de famílias.

    O rápido crescimento populacional mostra que é preciso aumentar a produção de alimentos de forma sustentável e com resultados. Por isso, a Associação Lunda engaja-se em constituição de Cooperativas para dar potencialidade ao programa Agricultura Baixada pelo Governo no nosso país.
    A iniciativa pretende globalizar o Alto Zambeze em alimentação em fartura. Considerado como uma das principais acções estruturantes da estratégia Fome na Região, a mobilização total dos camponeses está graduado à muita gente.
    Grupos Características
    A Agricultores familiares não assentados pelo Programa Nacional de Credito de investimento na Agricultura no Alto Zambeze.
    B Agricultores familiares não ingressos no Grupo de actividades, para se habilitem ao crédito de acordo o plano do Governo
    C Associação com localidades exploradas para as Cooperativas no Município do Alto Zambeze e que não encontra apoio para o arranque desses Campos.
    D Solicitação de 1.000.000 USD (Um milhão de Dolares) para o arranque do Projecto
    Kazombo (sede), Kalunda,Lovwa e Makondo – áreas de localização dos terrenos para as Cooperativas

    A – crédito especial para os agricultores da região do Alto Zambeze, enquadrados nos Grupos Organizados pela Associação e que lamentam por falta de credito destinado à Agricultura, de acordo o programa do nosso Governo.

    Jovens na Região de Alto Zambeze
    – Solicitam pelo credito especial de investimento relacionados com projectos específicos de interesse Juvenil, que tenham os seus sonhos e princípios de carácter empresarial, alguns concluíram ou foram cursados em escolas técnicas Comerciais e agrícolas de nível médio ou que tenham participado de curso de formação profissional na Zambia, que apresentem projecto técnico ou proposta contemplando as actividades agregadoras rendáveis.

    Mulher
    – crédito especial de investimento relacionados com projectos específicos de interesse das Mulheres no Alto Zambeze, sempre que o projecto de cada uma das Mulheres for bem vinda ou suas propostas contemplar actividades agregadoras de renda e exploradas eficazmente e observadas as condições previstas para o credito à Mulher Camponesa.
    Um Crédito especial para estimular a produção alimentar básicos no seio do povo, – feijão, mandioca, milho, batata doce e rena, ginguba, etc..

    A iniciativa aproveita os desejos dos Agricultores para a produção de Gira Sol e Soja para a mobilização do óleo vegetal, que depois de acentuar a operação, pensa-se em propor ao nosso Governo na medida de envidar o esforço para a montagem de fabrica na Região.

    Para os Agricultores que honrarem os seus compromissos, garantia de recursos para a safra seguinte, com a renovação do credito de 5 anos, no caso de custeio das actividades, esses projectos devem gerar renda aos Agricultores assentados nos de Créditos.
    OBJECTIVOS ESPECÍFICOS
    • Reforço da competitividade económica das actividades e fileiras produtivas da Agricultura, bem com da organização e iniciativa de associações dos agricultores.
    • Incentivo à multifuncionalidade das explorações agrícolas.
    • Promoção da qualidade e da inovação da produção no Município na produção agro rural.
    • Melhoria das condições de trabalho para os desempregados.
    Se as Autoridades Competentes, considerar que os Projectos de certas Associações são férteis e merecem todo o carinho e apoios, a Agricultura ficará fatalmente na mão dos mais competentes e que a Angola vai armazenar produtos em todos os cantos das suas Regiões.
    Do que necessitamos é de quem tenha uma visão clara sobre a importância do Sector, os agricultores merecem o nosso respeito, pelo grande contributo que dão a uma actividade socialmente sustentável e de grande importância económica para o país, embora o Alto Zambeze é uma parcela do território que suporta o fenómeno esquecido, mas compreendemos que aquele povo é Angolano, merece a dignidade e que seja recompensado devido os anos que passou sem intervenção do seu Governo.
    Enquanto nota-se actualmente princípios de melhorias de sua vida, por o nosso Governo dar à aquele povo um homem de extrema capacidade social o Administrador Sr. Paulo Cahilo a que o povo de Alto Zambeze aplaude pela sociabilidade demonstrada durante os dias que lá está, por isso queremos nós Associação da Etnia Lunda e Amigos, a intervenção do Governo para o ajudar.
    A ignorância a este Sector, de alguns responsáveis que no Município do Alto Zambeze passaram, fez com que o Alto Zambeze desembarca da Lagoa e embarca na Lago, continuando à mesma condição, causando diminutivo na vida social do Município sem dar valores aos crescimento da Região.
    É lamentável, pois uma análise feita mais cuidada permite-nos equipar a Região com Cooperativas para obtenção dos produtos agrícolas produzidos pelo homem, para assim dar a boa imagem produtiva ao Município.
    O objectivo da Organização é transformar as terras soltas em áreas produtivas para a produção de alimentos. A previsão é recuperar 66.000 metros de terra e reduzir a fome entre 106.107 habitantes que o Alto Zambeze alberga.

    Alem das Cooperativas da Agricultura, está em grande plano a criação de grupos de camponeses para a produção das Hortas, nas chanas dos rios que a localidade do Zambeze oferece. Como V. Excelências podem compreender, o produto da Horta não tem limite de aparecer ao Mercado, porque está produção é assegurado pelas águas dos rios, não pelas chuvas. O Alto Zambeze possui muitos rios com boas chanas com boa drenagem para as Hortas
    • Abacate, Abóbora, Abobrinha, Alface, Almeirão, Berinjela, Cebola, família de Alho, Cebola, Cebola-roxa, Couve, Espinafre, Feijão e Ervilha, Brotos de feijão, Soja, Milho, Pepino, Pimentão, Pimenta Verde e Pimenta Vermelha, Quiabo, Batata doce, Cenoura, Gengibre, Mandioca, Repolho, Tomate, Inhame, etc.
    Os Produtos aqui mencionados são muito populares entre os agricultores que acreditam no crescimento de seu próprio alimento, e que têm o domínio de sua preparação, aliais, estes fazem parte da cultura das suas cozinhas, podem eles cultivarem e fazer agradar as pessoas que procuram o seu mercado.
    Seja qual for a finalidade para a produção desses alimentos, os produtores têm nas suas todas as respostas para mantê-los com tudo o que se precisa para prosperar e, quando chega a hora de colheita, satisfaz todos lares do Município e não só.
    A operacionalização da Associação é simples, pois a venda desses produtos será feita directamente pela Organização aos Mercados das localidades que fazem limites com a área de acção, como por exemplo, os Mercados “NOSSO SUPER”, etc. por preços ajustados e que deixa limpo o suor do produtor.

    Aumentar árvores frutíferas

    V. Excelências, como é do vosso conhecimento o Alto Zambeze nunca foi afamado em pomares, possuiu na outrora pequenas plantações como por exemplo em Cazombo e Macondo, mas essas não foram suficiente para a Região toda.
    A Associação está envidando o seu esforço no sentido de junto o Governo Municipal local, na questão de localização de terreno vasto e próximos dos rios para pomares. Uma maneira de garantir boa alimentação em frutas para a nossa população, todas as árvores as árvores podem ser disponíveis (abacateiros, bananeiras, laranjeiras, limoeiros, mangueiras, mamoeiros, tangerineiras).

    Curtir

O que você está buscando? Quero ouvir sua experiência também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s